22.2.07

Virgínia Rosa – Fnac Paulista – 22/02/07

O perfume que roubam de ti

Era final de tarde quando entrei no Frans Café da Fnac Paulista. As mesas estavam cheias, e as cadeiras, que foram dispostas em frente ao palco (que fica ao lado do café), já tinham seus lugares, quase todos, ocupados. A luz do sol ainda batia pelos toldos de plástico do local, dispostos atrás de alguns computadores, quando sentei. No som, uma versão de “As rosas não falam”, de Cartola, em tango.

O lugar lotou, e muitos ficaram de pé. Logo reconheci os dois integrantes da banda de Virgínia Rosa - eram do grupo que tocou com Graça Cunha num show que fui na Casa das Rosas. O violonista e arranjador Dino Barione e o percussionista Douglas Alonso.

O palco estava armado de forma simples. Além da percussão e do violão, somente um copo de água instalado em uma mesinha de madeira pintada de preto. Com cinco minutos de atraso, o show começou. Sambas, basicamente, com arranjos bem estruturados e acompanhados da voz forte de Virgínia. As pessoas na platéia balançavam suavemente a cabeça com o batuque dos sambas

Muitos não conheciam quase nenhuma música das que estavam sendo apresentadas no palco, mas isso em nenhum momento foi problema. Como a cantora entoava as letras de forma clara, o público teve um prazer a mais. Descobria-se as músicas, assim como as poesias que traziam.

As pessoas na mesa continuavam a conversar normalmente. Quando Virgínia começou a cantar a música Sereno, percebi que o ambiente todo tinha, levemente, parado. As garçonetes, com olhares distantes e profundos, se esqueceram dos clientes para prestar atenção na música. Nas mesas, a maioria havia também parado de conversar para ver o que acontecia, enquanto alguns de seus amigos continuavam a falar sobre a vida, sem perceber que ninguém os ouvia.

A canção, escrita por Tito Pinheiro, era calma, serena como o próprio nome diz. De letra bonita.

Depois de apenas trinta e cinco minutos de show, tocaram a última música, e já saíam do palco quando o público pediu bis. Depois de perguntar ao povo da Fnac se podia, voltaram aos seus lugares e tocaram... As rosas não falam! Sim, aquele tango gostoso que ouvi logo que cheguei! Foram ovacionados por todos, e de lá Virgínia desceu para autografar cds.

Nota – 9

Custos:
Salgado – R$ 1,00
Transporte – Fui e voltei a pé

Set List:
1.Que bandeira – 2.Samba Torto – 3.Fado Morno – 4.Samba a dois – 5.Sereno – 6.Pressentimento – 7.Voltei – 8.Amado samba – Bis.As rosas não falam

8 comentários:

Miguel disse...

OS MEUS PARABENS ESTA COLUNA DE JORNAL ESTA FANTASTICA.

UM FORTE ABRAÇO
MIGUEL WESTERBERG

www.fraguimentos.multiply.com
AQUI PODES LER A MINHA BIOGRAFIA

Ulisses disse...

muito bom seu blog, que acompanho ha tempos mas nunca comentei. Queria ser como vc que vai a eventos de todo tipo pagando pouco... eu até tento ir em alguns e comento no meu bloguinho tb, mas fico devendo em alguns.

Fabiana Scaglioni disse...

Muito legal a proposta do site de vcs. Só fica inculto quem quer!
Só achei que faltou uma programação de teatro, por isso vou fazer uma proposta de uma peça com preço acessível.
"17XNelson - O inferno de todos nós" No Teatro Julia Bergmann(Rua Cruzeiro 256 - do lado no metro Barra Funda)
A inteira é R$20, não é caro, né?

Roberta disse...

Parabéns pelo blog!
com certeza já figura na lista dos meus "favoritos"....
Puta boa idéia hein cara...

Henrique disse...

Luciano quem fala é o Henrique que fez história com vc ano passado, lembra um que fazia direito na puc tb??? Pois é, não morri não! Cara lembrei do sue site outro dia e.... porra pra falar a verdade naõ quero ficar mandando escrevendo aqui naum mande um e-mail pra mim pra gente conversar mermão. è ohsvo@yahoo.com.br. Abraços e boa sorte

thay disse...

Meus parabens pela ideia
genial que teve, concerteza o brasileiro se quiser ter mais cultura ele pode é so querer

Beijos

Se quiser ir no meu bloguinho fazer uma visitinha rs

Igor Cruz - SUBurbano e fudido. disse...

Porra cara, dei uma sapiada no site e curti a iniciativa. Continuem... parabéns!

Gustavo disse...

Olá! Parabéns pela iniciativa! Realmente muita gente reclama do preço do acesso à cultura aqui em sampa, e poucos sabem, mais por preguiça, que esta cidade oferece tantas coisas boas por tão pouco ou quase nada. Sugiro que mantenha a seção programação sempre atualizada e com antecedência nas datas, para que a gente se programe também.

Aproveito para deixar uma sugestão a todos. Quem não conhece a incrível voz da cantora Virginia Rosa, uma ótima oportunidade é este final de semana dias 15, 16 e 17 de junho no Auditório Ibirapuera, onde a cantora irá lançar seu novo CD “Samba a Dois”. Além da própria, as apresentações tem a participação de convidados especiais e parceiros de longa data como os músicos Matias Capovilla, Dino Barioni, Geraldo Flach, Celso Fonseca, Swami Jr e Fabiana Cozza.

Apesar de não ser arte free, o preço do ingresso (R$ 15,00 a meia entrada) é indiscutivelmente barato se formos ver a qualidade e a acomodação da casa.

Abraço a todos e parabéns ao blog pelo trabalho!