11.9.06

Canto do Conto (Infantil) – Fnac Pinheiros – 10/09/06

Construção Coletiva

Domingo de feriado prolongado. Imaginei São Paulo vazia e, consequentemente, vazios os eventos que acontecessem. Resolvi inovar indo a uma programação infantil. É sempre uma supresa agradável passar momentos com a criançada. Lá fui eu pra Fnac Pinheiros: domingo é dia de Canto do Conto.

Marcado para as 17h e 30min, acabei chegando com bastante antecedência. Nada mal para quem gosta de livros, cd´s e café. Faltando cinco minutos pro horário esperado, eu subi até o primeiro andar e nem precisei me informar sobre o local onde apresentariam a “contação de história”. Diferente dos pais, a criançada (com seus 3 a 6 anos) se mostrava inquieta. Muitos livros e brinquedos espalhados. Todo mundo sentado no chão de carpete, inclusive eu.

Pontualmente a atriz Kiara Terra aparece. Antes de começar a história do livro “A cartola mágica de Lulu”, Kiara se apresenta e puxa papo para se familiarizar com o público e voltar a atenção de todos ao que ela falaria dali pra frente. Explica que não vai contar o livro sozinha, que precisa da ajuda do público pra que a história aconteça. Burburinhos e risadas das crianças que têm que se conter para permanecerem sentadinhas.

Através da encenação corporal e utilização de alguns objetos, a narrativa vai sendo construída. Tudo se inicia com Lulu, uma menina adotada e que aos dez anos de idade é convidada para viajar com um tio “meio maluco”. Um pedaço de cano amarelo se torna um cinto, um colar, uma coleira. Uma bolsa pode se transformar em uma cartola e dessa cartola pode sair o mundo inteiro: a criançada faz surgir um cachorro, o Sem Noção, que acompanhará Lulu em sua empreitada. É preciso detalhar que se tratava da raça Labrador, a menininha sentada na primeira fileira afirmou com convicção.

Depois de trinta minutos de falas hilárias, inusitadas e inteligentes, Kiara informa que chegamos até a metade do livro e que "por hoje é só". Agradece bastante a participação de todos que contribuíram com ela, a Lulu e o Sem Noção. Contrariando minha expectativa, não há lamentos e nem palmas. Mas logo entendi o porquê: Kiara se mantém no meio das crianças que agora andam, mexem nos objetos utilizados pela atriz, falam, perguntam, pedem, riem... A brincadeira continuaria por mais um bom tempo.

É preciso muita sensibilidade e tato para conduzir aquelas quase 30 crianças que falavam ao mesmo tempo, queriam chamar a atenção pra si, sugerir caminhos interessantes para a história... A atriz provou ter talento e disposição: dava as coordenadas e o espaço adequado. Além disso divertia não só o público infantil, mas os pais que demonstravam prazer em acompanhar seus filhos.

Kiara Terra faz apresentações todo sábado e domingo na Fnac desde 2001 e participa de um grupo chamado “A História Aberta”, cuja proposta é o incentivo à imaginação e concatenação das idéias do público – seja ele infantil ou adulto. Uma ótima opção para quem gosta de aguçar a criatividade!

Custos:
Transporte - R$ 0,00 (Ida e volta de carona)
Café - R$ 2,00

TOTAL - R$ 2,00

NOTA - 7,5

(Fotos: site da livraria Ubaldo - as duas fotos acima / Geraldo Lazzari - foto abaixo)

Um comentário:

gaia disse...

Tava é me pedindo confete, né?!
achei muito legal o texto...muito bom de ler, de verdade!
Faltou, talvez, o por quê da nota...de que tanto falamos...
Mas eu gostei, gostei de tudo! [principalmente do 'sentadinhas' hehehe mto fofo!]
beijo fê!